Our Community
Fotos
Vídeos
Artigos
Forum
CLOSE

Aproveitando as Oportunidades



Lucas 18:22 E quando Jesus ouviu isto, disse-lhe: Ainda te falta uma coisa; vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem, e segue-me.

Vemos nesta passagem a história do homem rico, ou melhor, o jovem rico.

Jesus passando por aquela região este jovem vem a Seu encontro, perguntando como poderia herdar a vida eterna.
Jesus prontamente faz um questionário, no qual o jovem responde que cumprira tudo aquilo que ele perguntou.
Vamos ver o primeiro erro deste jovem:

Continuar...

Tenha Sede Por Mais

Para experimentar uma dimensão mais profunda da presença de Deus, sua alma deve ter fome e sede da mesma maneira que um cervo deseja a água. O cervo deseja a água por segurança e necessidade, e por um ou por outro sempre está à procura de água.

Apenas uma pequena porcentagem de cristãos realmente experimenta este tipo de intimidade com o Pai por causa do que ela representa em algumas de nossos desejos.

Continuar...

Onde Estão as Lágrimas Para o Avivamento

“Quando o Senhor trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham.” (Salmo 126.1).

Na passagem acima, lemos que o povo de Deus estava em cativeiro. Não diz que tipo de cativeiro era, mas sabemos que o povo de Deus não deveria estar em prisão de espécie alguma. Depois o salmista diz que quando Deus libertou do cativeiro, as nações notaram e disseram: “Grandes coisas fez o Senhor a estes”, e ainda confirma dizendo: “Grandes coisas fez o Senhor por nós, e, por isso, estamos alegres. Faze-nos regressar outra vez do cativeiro, Senhor,” como naquele tempo, “como as correntes do Sul.”

A palavra “correntes” aqui significa “torrentes”, e o Sul, ou Neguebe, é o deserto inóspito que fica ao sul de Jerusalém, perto de Masada. Quando estive neste local, perguntei ao guia sobre este salmo. Ele me mostrou um wadi, um leito de rio vazio, tão seco quanto um osso. Mas contou que esteve ali certa vez quando chovera em Jerusalém. De repente, torrentes de água inundaram este leito, torrentes que não se podiam conter ou nem quase explicar.

Continuar...

Comente

SIDEBAR A

Mais Recentes